No Thumbnail

A influência do espaço físico na educação

Na década de 90, muitas escolas municipais ainda faziam com que as crianças se reunissem em fila para todas as atividades, entre elas cantar o hino nacional. Até hoje em dia, é possível se surpreender com esse e outros resquícios da pedagogia que herdamos da

A alternativa ao lugar-comum

Carteiras enfileiradas, lousa, giz. Professor pedindo silêncio, alunos com a atenção dispersa. Não é uma cena difícil de ser encontrada nas escolas de ensino básico e, até mesmo, nas universidades. Isso não é uma regra, mas também não é exceção.

No Thumbnail

Sobre etimologia e digitalização

Comentário referente à edição número 5 – Terapias Alternativas O jornalista deve ser atento a diversas coisas, se não a tudo. É uma tarefa bastante ingrata – devido à dificuldade em empenhá-la –  se policiar constantemente sobre o que acontece ao seu redor, o que

No Thumbnail

Servir bem para servir sempre

Comentário referente a edição número 6 – Calçadão Municipal: histórias do centro No último domingo de abril, a jornalista Suzana Singer se despediu da função de ombudsman da Folha de S. Paulo. Após quatro anos de mandato, ela sai para a entrada de Vera Guimarães

Nº 08 – 2014 | Violência Social

Vivemos em uma época de ouro no Brasil? Somos considerados uma futura potência, nossos índices de desemprego diminuem, a classe média cresce e ainda somos sede da Copa do Mundo de 2014. Todas essas boas notícias mascaram uma realidade extramente preocupante: o país registrou mais

Sequelas da violência na história da humanidade

A violência é tão antiga quanto o homem, porém, estudos divergem quanto à sua inerência à espécie. À medida que a vida coletiva se desenvolveu, instrumentos e formas de organização foram planejados com a intenção de proporcionar ao homem maior controle do meio e dos

O direito de se acabar com a violência

Os direitos fundamentais são pouco valorizados, mas podem ser o primeiro passo para a desconstrução das violências sociais O horizonte de nossas vidas reflete uma tendência sistêmica: ninguém projeta o futuro aguardando melhorias. Parece-nos que, com o passar dos tempos, as nossas percepções mudaram para