Edição 58 | Estaria o Brasil revivendo os anos 90?

Para nós, brasileiros, 2018 foi marcado pela corrida presidencial que mudaria os rumos do país. Desde 2016, com o impeachment da primeira mulher presidente, Dilma Roussef, o Brasil já sinalizava as transformações que seguiriam. No meio de uma dança das cadeiras, surge a pergunta:  estaria o Brasil revivendo os anos 90? Isto porque, vemos memórias da década de 90 voltando, e também, desdobramentos do que já se mostrava naquela época.

Em 29 anos, muito aconteceu. Tivemos dois impeachments, participamos da Eco 92, vimos a Amazônia queimar, a volta da censura e os índios sendo empurrados de suas terras. Mas, vimos também avanços na queda da mortalidade do HIV, o revival de ícones da cultura de 90 e a volta de antigas brincadeiras.

Estaria o Brasil revivendo os anos 90?

Talvez dois pontos estejam, agora, saltando mais aos olhos do Brasil e do mundo. De um lado temos uma política simpatizante a práticas de um passado autoritário. De outro, o meio ambiente está em situação delicada devido à adoção de medidas que representam um retrocesso para a proteção da biodiversidade.

No campo político, Collor surge em 90 como promessa de uma nova política, assim como Bolsonaro o fez nas eleições de 2018. Aquele, nos anos 90, sentiu a força dos “Caras Pintadas” e sofreu o primeiro impeachment da história do país. De 2013 para cá, milhares de pessoas já foram às ruas em protesto contra as ações dos governos então vigentes.

Em 92 o Brasil sediava a Eco-92, movimento da Onu que demonstrava a urgência de pensar um sistema sustentável de desenvolvimento. Aqui, em 2019, os brasileiros e o mundo assistiram à Floresta Amazônica queimar, bem como à fauna e à flora se perdendo. Ao mesmo tempo, o governo se mostrava relutante em agir, de fato, para salvar a biodiversidade da floresta.

Por isso, para entender os caminhos pelos quais o país se lança, a edição 58ª do Repórter Unesp volta aos anos 90. Aqui você encontrará uma abordagem que analisa o que de lá está revivendo agora. Assim, a equipe trará conteúdos sobre meio ambiente, saúde, política, sociedade, cultura e educação. As temáticas se deslocam dentro do período dos 29 anos de história do Brasil, da década de 90, até hoje.

Em frente!

Para avançar: dar um passo para trás e olhar a história do país. Manter o que deu certo, entender o presente. Mapear as possibilidades de futuro e voltar a respirar no Brasil.

A redação.

Editora-chefe: Nayara Campos

Editor-adjunto: Victor Zamberlan

Gestora de mídias sociais: Dandara Adrien

Na edição 58ª do Repórter Unesp, você encontra:

Indígenas: medidas governamentais causam incertezas sobre o futuro

Pautas da Eco-92 ainda são emergentes

Manifestações expõem crises e esperanças desde a redemocratização

Políticas Públicas: corremos o risco de perder o que conquistamos?

HIV e Aids: medo dos anos 90 é disfarce para o preconceito

Educação sexual no Brasil: entre avanços e retrocessos

Resistência às vacinas provoca volta de doenças

Dependência química: uma questão atemporal

O persistente problema do analfabetismo

Censura ao cinema nacional relembra 1990

“Deixa o menino cantar, vai!”: conheça o rap brasileiro

Live action traz a década de 1990 de volta às telas

Os jogos de tabuleiro na era do digital

 

*Esta edição foi atualizada às 22h07 do dia 05 de novembro de 2019. Foi corrigida a palavra Brasil que estava grafada com letra minúscula.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *