Associação Flor de Liz dá suporte para famílias adotivas

Projeto oferece apoio para adotantes e promove conscientização sobre o processo adotivo em Bauru

Adotar consiste na aceitação espontânea de uma pessoa como parte integrante da vida de uma família. Quando se adota uma criança ou um adolescente, você se propõe a dividir sua vida com outra pessoa. Essa é uma ação que define por si só uma forma de apoio e amor.

No Brasil, a adoção é vista como a última opção àqueles que desejam ser pais, principalmente, porque ainda existem diversas dúvidas e preconceitos em relação ao tema.

Os tabus sobre a temática figuram como fatores que dificultam o processo de aceitação dos adotados, pela família e pela sociedade, sobretudo em casos de crianças e jovens negros ou deficientes. Além disso, o processo judicial de adoção no país é longo e burocrático, o que contribui para a desmotivação e desistência de diversos pretendentes.

Saiba como é o passo a passo do processo adotivo

Tendo em vista essa situação, como forma de incentivo à adoção, algumas instituições realizam atividades que têm por finalidade conscientizar a população sobre o tema e incentivar os pretendentes a concluir o processo.

A Associação Flor de Liz

Em Bauru, cidade do centro-oeste paulista, a Associação Flor de Liz colabora com o trabalho de dar suporte às famílias adotivas. Fundada e coordenada por Jociara Araújo, a organização sem fins lucrativos visa incentivar e conscientizar a comunidade sobre o funcionamento do processo de adoção. Soma-se a isso, o apoio psicológico oferecido a pessoas que pretendem adotar ou que já passaram pela adoção.

A instituição surgiu em 2013, com o intuito de restaurar vínculos e criar uma rede de cooperação entre os pais e crianças que precisam de suporte para lidar com as etapas do processo de adoção e os desafios dessa jornada. Atualmente, a Associação realiza palestras, rodas de conversa e eventos que abordam diversos aspectos ação adotiva. Assim sendo, a Flor de Liz conta também com aconselhamento psicológico para aqueles que participam das atividades.

“As reuniões são ótimas, maravilhosas, eu sinto falta. Sempre nos recebem com carinho e amor. Saímos de lá revigorados, fortalecidos, pois existe uma troca mútua e acolhimento dos demais!” afirma Joyce Isaac, 45, uma das mães que acompanhava as atividades da Associação. Ela enfatiza como o trabalho realizado no local tem o intuito de facilitar o processo e orientar os pretendentes.

Joyce comenta como a Associação a ajudou durante o processo de adoção da pequena Manu, sua filha de 1 ano e 5 meses: “Sempre me senti apoiada lá, inclusive nos momentos de dúvida e necessidade, todos super me apoiaram e aconselharam! Inclusive, eu ia até desistir uma época, pois o tempo passa e bate um desânimo. Mas eles me deram força para continuar!”.

A imagem apresenta o brasão da Associação no centro de um retângulo. Em cada uma das extremidades, é apresentado um círculo cujo conteúdo são as resposta às questões: o que é? Qual sua função? Como se mantém? Onde está localizada?
A Associação Flor de Liz atende famílias adotivas de Bauru e região (Arte: Gilmara Melo/ Repórter Unesp)

Como funciona a Associação

A Associação Flor de Liz se mantém por meio de apoio financeiro dos frequentadores do local e de doações externas. Ademais, os membros da Associação, pais e profissionais da Psicologia, realizam trabalho voluntário de modo a auxiliar na conscientização social e no apoio psicológico às família adotivas. 

Joyce Isaac, revela os desafios da Flor de Liz para continuar a realizar o trabalho na comunidade: “até onde eu participava eram momentos difíceis, a Jô [Jociara] é uma guerreira pois vive de doação e de luta, temos a vaquinha solidária que está no site, doa quem quer, além disso eles realizam eventos para arrecadar fundos, rifas, etc”.

Nos próximos meses, a instituição estará organizando ações sobre a conscientização e importância da adoção. A sede da Associação Flor de Liz fica na Rua Paes Leme, 6-40, em Bauru.

Para saber mais sobre a Associação, acesse a página do Facebook: @flordelizbauru. Lá você poderá conhecer as iniciativas da instituição, os próximos eventos e como ajudar o projeto.

Mais iniciativas que contribuem com o processo de adoção

Existem outras iniciativas como a da Associação Flor de Liz. No ambiente digital, o aplicativo A.dot busca conectar crianças e adolescentes em condições jurídicas de adoção com pretendentes do Cadastro Nacional de Adoção.

A imagem apresenta a interface da plataforma Play Store quando se busca o aplicativo A.dot. Há a apresentação do logotipo do aplicativo e no centro da imagem há um celular cuja tela apresenta a interface do A.dot.
O aplicativo A.dot pode ser baixado na plataforma Play Store e apenas candidatos inscritos no Cadastro Nacional de Adoção podem ter acesso aos conteúdos (Arte: Gilmara Melo/ Repórter Unesp)

A ferramenta possibilita que os pretendentes conheçam as histórias de milhares de crianças e adolescentes que esperam para serem adotados, no Brasil inteiro. A função do A.dot é de humanizar o processo e cooperar para a adoção de crianças e jovens que aguardam por uma família. 

O projeto é fruto de uma parceria entre o Tribunal de Justiça do Paraná, por meio da Corregedoria-Geral da Justiça do Paraná e do Conselho de Supervisão dos Juízos da Infância e da Juventude (CONSIJ-PR), do Grupo de Apoio Adoção Consciente (GAACO) e da Agência Blablu.ag.

Para mais informações sobre o aplicativo, acesse: https://adot.org.br.

Repórter: Fabiana Farias Gonçalves
Produtora multimídia: Gilmara Melo
Editora: Milena Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *