Eleições 2018: como foi o dia de votações em Bauru?

No dia 30 de setembro, o primeiro turno das eleições aconteceu, e o Repórter UNESP não poderia ficar de fora desse acontecimento tão importante. Os repórteres foram divididos em três grupos, e cada um ficou responsável por cobrir uma escola, na cidade de Bauru, interior de São Paulo. As escolhidas foram a Universidade de São Paulo, USP, a Universidade do Sagrado Coração, USC, e o SESI.

Coberturas


A transmissão começou às dez horas da manhã pela equipe do SESI, que falou sobre como estava a situação da escola nesse período. As repórteres aproveitaram para lembrar os eleitores, que estavam de olho na transmissão, sobre os documentos necessários para votar. Em seguida, o microfone passou para as mãos do pessoal da USP, que completou a transmissão com algumas informações pontuais sobre o período eleitoral. A última escola do ciclo de reportagens era a USC, que estava um pouco mais movimentada que as outras, facilitando o processo de entrevista.

Direito de cidadão


As repórteres do SESI trouxeram um tema curioso ao entrevistar um senhor de 80 anos, que não era obrigado a votar, mas se encontrava lá. Carismático, ele chamou a atenção, e sincero comentou que votar fazia ele bem, já que seu voto estaria colaborando para um país melhor. Em paralelo, os repórteres da USP também trouxeram um convidado de honra, Flávio Makoto, mesário da justificativa de voto, e aproveitaram a entrada para informar sobre o uso de aparelhos eletrônicos na votação. Na USC, as repórteres aproveitaram o período da manhã de cobertura e finalizaram com uma entrevista na qual um eleitor foi questionado sobre o número de eleitores esperados na seção eleitoral.


A cobertura do período da manhã foi finalizada ao meio dia, mas as quatro horas da tarde as três equipes estavam posicionadas para dar os últimos recados das eleições. A movimentação nas escolas estava maior, e o clima era de total tensão. Algumas entradas ao vivo foram feitas mais algumas vezes, para anunciar como funcionaria o segundo turno, caso houvesse, e explicamos o funcionamento de alguns aplicativos de celular que mostrariam os resultados.


Por volta das cinco e meia, todas as urnas já haviam sido recolhidas, então uma cobertura extra oficial foi planejada. A equipe da USC se encaminhou até a 23ª Zona Eleitoral de Bauru para finalizar a cobertura com algumas imagens das chegadas das urnas eletrônicas no local, além de entrevistas com responsáveis pelas eleições em Bauru.


No final da noite, por volta das nove horas, uma cobertura ao vivo foi feita para o Instagram e Facebook, noticiando o fato de as eleições presidenciais irem ao segundo turno.

Texto: Aline Campanhã, André Dal Corsi e Adriele Silva 

Foto:  Geraldo Magela/Agência Senado

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *