Museus: Patrimônios que guardam a história do nosso país

A definição de Museu vem sendo debatida pelo Conselho Internacional de Museus (ICOM) desde a década de 40. Várias mudanças foram feitas no significado deste termo. A atual definição designada pelo conselho é:

“Museu é uma instituição permanente sem fins lucrativos, a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento e aberto ao público, que adquire, conserva, estuda, expõe e transmite o patrimônio material e imaterial da humanidade e do seu meio, com fins de estudo, educação e deleite”.

No Brasil, o primeiro museu inaugurado foi o Museu do Instituto Arqueológico Histórico e Geográfico Pernambucano, localizado em Recife. Atualmente, segundo dados da plataforma Museusbr, principal site de pesquisa de dados sobre os museus nacionais, existem  mais de 3700 no país. Sendo a região sudeste com a maior quantidade registrada. Por serem instituições sem fins lucrativos, grande parte dos principais museus do país não cobram valores de ingresso. Quando há cobrança de entrada, os preços são baixos.

Em 2017, o Formulário de Visitação Anual do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) verificou, através de uma pesquisa  realizada com 1.001 instituições, que os museus brasileiros participantes de sua pesquisa receberam 32.239.871 visitantes no ano passado. Em 2016 o número foi em torno de 3 milhões a menos, onde 919 museus informaram dados de sobre a quantidade de visitantes. De acordo com o ranking de visitação do Ibram, o museu mais visitado em 2017 foi  o CCBB Rio de Janeiro – Centro Cultural Banco do Brasil.

Aprendendo nas visitas

O professor, Célio José Losnak, mestre e doutor em História Social pela Universidade de São Paulo, tem seu trabalho de pesquisa ligado à História do Brasil, e uma de suas ênfases é o tema memória. Atualmente, o professor ministra a disciplina de História do Brasil em alguns cursos da Unesp Bauru. Desde 2014, ele tem o costume de levar os alunos a algum museu da região. A função principal das vistas são chamar a atenção dos estudantes para a importância das visitas aos patrimônios históricos, que são pouco conhecidos pela população.  

“Uma justificativa é chamar a atenção como peças, artefatos, materiais seja no viés artístico ou no viés do trabalho, se constituem suporte de memória, podendo ajudar a informar, problematizar e conhecer o passado. Então o objetivo é oferecer uma experiência de contato do aluno com esses materiais”.

Aqui neste mapa estão as informações mais importantes de vários museus brasileiros.  

Texto: Ivan Gomes

Produção Multimídia: João Pedro Pinheiro

Edição: César Cabral e Giovana Matos Moraes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *