Bauru Basket encerra jejum de vitórias e bate o Botafogo em casa

Por 103 a 78, Bauru Basket vence a equipe carioca e mantém a posição no NBB

O Bauru Basket fez jus às altas temperaturas da cidade nos últimos dias e incendiou o Ginásio Panela de Pressão no último domingo (25/03). Às 11h da manhã, a equipe de Bauru entrou em quadra contra os cariocas do Botafogo pela 22ª rodada da fase classificatória do NBB. Para a torcida do Dragão, a expectativa era de encerrar o jejum de vitórias, espantar a sequência de três derrotas consecutivas e garantir uma vaga para o campeonato sulamericano. Já o Botafogo tinha o objetivo principal de se manter na 12ª colocação e, dessa forma, garantir a classificação para os playoffs do NBB.

Mesmo sem Alex Garcia, principal jogador do Bauru que se recupera de uma lesão no joelho, a equipe da casa alcançou a vitória. Depois do segundo quarto, impôs o ritmo de jogo e abriu uma grande vantagem sobre o Botafogo. Mas, antes disso, as coisas não estavam fáceis. A partida vinha sendo acirrada e os dois times disputavam cada ponto. Até que um dos jogadores do Bauru apareceu e resolveu fazer a diferença: Hettsheimeir foi responsável por um duplo-duplo (23 pontos e 10 rebotes) em apenas 21 minutos de jogo. Assim, o Dragão deslanchou.

O pivô Rafael Hettsheimeir foi o destaque da partida e ajudou o Bauru a alcançar a vitória. (Foto: Victor Lira/Bauru Basket)

Depois disso, não foi só Hettsheimeir quem se destacou. A equipe toda teve um bom papel após a primeira metade do jogo e conseguiu suprir a ausência do Alex Garcia. Quem concorda com a análise é o jornalista da TV TEM, Alexandre Azank, que sempre acompanha os jogos do Bauru Basket. O repórter destacou ainda que a partida do Dragão pode não ter sido excepcional, mas melhorou ao longo do tempo:

“Eu destaco principalmente a sequência de 9 pontos, com as enterradas do Jaú e do Matulionis. Isso deu um fôlego a mais a partir do terceiro quarto pro time do Bauru”, opinou Alexandre Azank.

Na segunda metade da partida, o sentimento geral da torcida era de que o jogo já estava encaminhado para uma vitória do Bauru. Vifrano Gazoli, torcedor bauruense, não mediu palavras ao comentar sobre o resultado que estava se desenhando: “O jogo tá fácil hoje, não tem muito desafio nesse tipo de jogo”.  E, de fato, pouco tempo depois, a vitória veio. Ao final, foram 103 pontos do Bauru Basket contra 78 do Botafogo.

Tudo bem para os dois lados

Apesar do revés botafoguense, ambas as equipes atingiram seus objetivos principais. O time do Botafogo precisava vencer ou torcer para que o Joinville perdesse a partida contra o Paulistano. O armador do time carioca Guga Ceccato explicou as razões que o levam a acreditar na briga do Botafogo pelo título da NBB:

 

Já o time de Bauru, com a vitória, conseguiu garantir a vaga nos playoffs do NBB, onde tentará o bicampeonato em 2018. Vitor Jacob, gestor do Bauru Basket, se mostrou bastante confiante com o desempenho da equipe na próxima fase do campeonato: “Agora é um outro campeonato. A gente acredita muito que nos playoffs o time possa recuperar todos os jogadores com lesões, pra estarmos fisicamente fortes. E vamo buscar mais uma final da NBB”, frisou Vitor.

O próximo desafio do Bauru Basket é contra o Vasco no dia 27/03, às 19h30, no Panela de Pressão. Já o Botafogo enfrenta na mesma data e horário o time do Sesi Franca Basquete, no Ginásio Pedrocão. Pra saber mais detalhes sobre o que rolou na partida entre Bauru Basket e Botafogo, siga o Repórter Unesp no Twitter, Instagram e Facebook!

Pela 23ª rodada do NBB, o Bauru Basket entra em quadra contra o Vasco amanhã (27/03). Foto: Bauru Basket

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *