Nº 07 – 2014 | Mobilidade

O que vem a cabeça quando se pensa em mobilidade? Ônibus? Carro? Bicicleta? Mobilidade é um direito de todo cidadão de ter acesso, pelo meio que julgar melhor, a todas as partes do seu município. Não sabia disso? Então o Repórter Unesp te convida a conhecer melhor as condições da mobilidade na cidade de Bauru numa edição cheia de informações que podem te ajudar a se locomover melhor por aí, podendo exigir o que te é de direito.

Toda forma de mobilidade tem um custo. E não somente um custo econômico: tem-se um custo social, um custo político e um custo de tempo envolvidos na questão de ir e vir de um lugar a outro. Apesar de todos eles estarem intimamente relacionados, o custo de tempo e o econômico podem ser pensados em uma esfera particular. Para isso nossa equipe de reportagem foi do centro da cidade até o Hospital Estadual de carro, de bike e de ônibus para fazer a relação do tempo x dinheiro envolvidos nesse trajeto.

Mas pra você que só está preocupado em como chegar a determinado lugar, por qual ônibus ou talvez pegando uma caroninha, nós resolvemos trazer, de forma bem dinâmica, uma relação de aplicativos para smartphones que podem te ajudar no seu dia-a-dia. Você conhece Google Maps, Moovit e Karona? Vem conferir que você não vai se arrepender!

Além disso, nossos repórteres resolveram ir a fundo no novo Plano de Mobilidade Urbana de Bauru. Essa é pra você que tem aquela bicicleta guardada e empoeirada na garagem. Agora é a hora de usá-la. Desde 2010, Bauru investe em uma forma mais sustentável de locomoção, mas porque será que só vemos ciclovias em locais restritos da cidade? Descubra o porquê nessa edição.

Embora algumas pessoas já tenham começado a andar de bicicleta pela cidade, o que mais se vê ainda é a utilização de ônibus e carros. A cidade de Bauru é onde se inicia a famosa estrada de ferro Noroeste do Brasil – NOB – e mesmo assim tem três empresas que fornecem serviço de transporte público… rodoviário. O Repórter Unesp foi atrás da história do sucateamento dessa estrutura ferroviária em detrimento dos grandes investimentos rodoviários que aconteceram não só em Bauru, mas em todo o país.

Se você não acredita na gente pode assistir o nosso vídeo de depoimentos dos cidadãos de Bauru sobre os problemas de mobilidade da cidade. Calçadas quebradas, horários escassos de ônibus e falta de infraestrutura em geral foram algumas das queixas nossa equipe escutou nas ruas da cidade.

Convencido de que toda mobilidade tem seu custo?

Mariana Torres – editora chefe

As limitações da ‘cidade sem limites’

Uma alternativa sustentável para a mobilidade

Na prática, pedalar é complicado

O lado verde da força

Dicas para uma pedalada segura

“Só não vá se perder por aí”

Em busca do transporte perfeito

Questões políticas, vontades econômicas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *