Receitas que sua avó não aprovaria

Quase todo mundo come algo considerado incomum pela maioria das pessoas. Se não come, conhece alguém que come.

Às vezes as receitas são de família, outras somos nós mesmos que inventamos, e por se tornar tão natural consumir aquela combinação diferente, acabamos esquecendo o primeiro dia que pegamos o ketchup para incrementar a maçã sem graça do lanche da tarde.

Não importa de onde tiramos nossas receitas malucas, o que todas elas têm em comum é o fato de nos tornar únicos, pelo simples fato de comermos algo “estranho”.

Alguns admitem com vergonha comer uma coisa “bizarra”, outros, como o estudante Daniel Fogo, gostam de experimentar novas combinações. “A minha invenção preferida é sorvete com batata palha”, conta. Ele afirma que nunca experimentaria um prato criado por outra pessoa. “Eu não acho ruim quando recusam uma receita minha, porque eu também prefiro não experimentar a invenção dos outros, isso é culpa da minha desconfiança generalizada”, explica.

Desconfiança, característica essencial para o jornalismo. Deixei-a de lado e topei o desafio de experimentar algumas receitas estranhas, sugeridas por alguns entrevistados e pela equipe do Repórter Unesp. O resultado você confere nos vídeos abaixo:

  [youtube=http://www.youtube.com/watch?v=_oNScCFm64Q]

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ynPCyENvb24]

Reportagem: Isis Rangel

Produção: Jéssica Santos

Edição: Annelize Pires

2 thoughts on “Receitas que sua avó não aprovaria”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *